3/10/2008

Uma equipe prestes a estourar, essa é a BMW...

(Clique na capa para baixar e ampliar)

Modelo: F1.08
Motor:
BMW

Responsável: Mario Theissen
País:
Alemanha

Status: Equipe média/grande
Em 2007:
2º lugar, 101 pontos.


Em 2007: Desde o início do ano até o final a BMW pouco oscilou e assim se consolidou como a terceira força entre as equipes em 2007, ficando atrás apenas de Ferrari e McLaren. Com a exclusão da McLaren do mundial, sobrou para o time alemão o segundo lugar na tabela do pontos e o vice-campeonato, além do que o time almejava no início da temporada, merecido porém. Faltou apenas a vitória.

Expectativas: Conquistar a primeira vitória é a grande meta do time alemão. Caso o objetivo seja alcançado logo de cara, os objetivos mudarão ainda no meio da temporada, quando o time precisará batalhar por uma boa posição final, como um vice-campeonato, por exemplo. Dada a estrutura que o time vem construindo com o passar dos anos os dois objetivos são possíveis.

Ponto Positivo: Estrutura e dinheiro na mão das pessoas certas, essa é a grande receita da BMW, uma montadora envolvida até os tubos com o automobilismo de competição. Marecem estar no ponto que estão.

Ponto Negativo: Se manter no topo é algo sempre difícil, e a BMW enfrentará esse desafio esse ano e a cobrança de ir além. Terá McLaren na briga novamente o que torna mais difícil a briga para manter o resultado de 2007.

PILOTOS

03-NICK HEIDFELD

País: Alemanha
Nascimento: 10/05/1977
Altura:
1,64 m

Peso:
59 kg

Corridas:
132

Vitórias:
0

Poles:
1

Pontos:
140

Melhores Voltas:
0

Em 2007:
5º, 61 pontos.



Expectativa: Em 2007 Nick Heidfeld também poderia ter sido nomeado o campeão do resto. Sem poder acompanhar o ritmo de Ferraris e McLarens ele não ficou devendo para mais nenhum piloto. Mais que isso, aproveitou bem as poucas oportunidades que teve de ficar à frente de um dos pilotos das duas equipes.

Ponto Positivo: Recuperou em 2007 a velocidade que o credenciou à piloto de futuro na Fórmula-1. Tem bom ritmo de prova e vantagem sobre o companheiro de equipe pois fez uma temporada mais consistente.

Ponto Negativo: Vai bem quando o time está bem. Quando a situação aperta não veste a camisa. mostrou isso em alguns lugares pelos quais passou, como a Williams por exemplo.

04-ROBERT KUBICA

País: Polônia
Nascimento: 07/12/1984
Altura:
1,84 m

Peso:
73 kg

Corridas:
22

Vitórias:
0

Poles:
0

Pontos:
45

Melhores Voltas:
0

Em 2007:
6º, 39 pontos.


Expectativa:
Na última temporada o polonês voador foi batido de longe por seu companheiro de equipe, que fez 22 pontos a mais que ele. Isso depois de ser definido como a grande revelação de 2006. Para 2008 seu grande objetivo, é bater o companheiro de equipe, isso apostando em mais uma boa temporada da equipe que, automaticamente, o colocaria em uma boa posição na tabela de pontos final.


Ponto Positivo: Robert Kubica é velocidade pura. O bom resultado em seu retorno às pistas no Grande Prêmio da França, depois do terrível acidente sofrido por ele no Canadá provou que ele é capaz de lidar com altas pressões.

Ponto Negativo: Acreditou que era um fenômeno ao final da temporada de 2006. Não que não o seja, mas profissional que acredita tão rapidamente nesse tipo de coisa enfrenta problemas.

Fotos: Divulgação
Arte: Mundo Veloz

2 comentários:

Café com F1 disse...

Para Albert Park também aposto na Ferrari, afinal, a distância entre eixos menor agora é deles...mas acho que quando chegar os circuitos de alta, a Mclaren vai abocanhar...

Blog F1 Grand Prix disse...

Garcia,

Parabéns pelos posts de apresentação das equipes, ficou bem legal! Eu só peguei agora, mas já estou tentando recuperar o que eu não li...

Já falei a maioria dos meus palpites no F1 Grand Prix, mas não custa repetir alguns:

- O Alonso vai vencer pelo menos uma corrida com a Renault
- A BMW vai ganhar a sua primeira corrida
- A McLarne vei perder o duelo contra a Ferrari
- Raikkonen vai ser bicampeão mundial

São previsões feitas no chutômetro, é claro, mas vamos ver se acerto algumas!

Grande abraço,

Gustavo Coelho