3/12/2008

Guia da Fórmula-1 - Ferrari

De volta ao topo, Ferrari quer se manter mais uma vez, como nos tempos de Schumacher. É possível, o título está nas mãos do time que até agora fez o melhor carro...


Modelo: F1 2008
Motor:
Ferrari

Responsável: Stefano Domenicali
País:
Itália

Status: Equipe grande
Em 2007:
campeã, 204 pontos.


Em 2007: O ano começou bem para o time vermelho que venceu de cara na Austrália e dominou toda a pré-temporada. Durante a temporada a McLaren atingiu o mesmo nível de performance e até esteve melhor que o tie de Maranello. Seus dois pilotos venceram corridas e não fosse problemas de confiabilidade e Felipe Massa também teria disputado o título com Kimi Raikkonen até a última prova. Campeã de equipes e pilotos, a verdade é que a equipe só conquistou os dois títulos devido à exclusão da McLaren e aos problemas internos da equipe inglesa. Mas é provável o time de Alonso e Hamilton só tenha obtido performance similar à da Ferrari devido so uso que fez das informações italianas.

Expectativas: A Renault em 2005 e 2006 quebrou uma sequência de títulos conquistados pela Ferrari com Michael Schumacher. No ano passado o campeonato veio mais uma vez com Kimi Raikkonen e o grande sonho dos ferraristas agora é criar uma nova hegemonia na Fórmula-1. Para isso é necessário que se conquiste o título que provavelmente estará nas mãos do time.

Ponto Positivo: O carro nasceu bem e ao que tudo indica será hiper constante no desempenho em corridas. A mudança na distância entre eixos parece ter sido a grande responsável pelo bom uso dos pneus, que pouco se desgastam, mesmo sem o controle de tração, banido para esta temporada.

Ponto Negativo: Mais uma vez o time italiano começa a temporada com dois pilotos em condições de igualdade. Nenhum dos dois foi definido como piloto número 1 e isso pode atrapalhar. Ano passado deu certo, esse ano dará?

PILOTOS

01-KIMI RAIKKONEN

País: Finlândia
Nascimento: 17/10/1979
Altura: 1,75
Peso: 63 Kg
Corridas: 121
Vitórias: 15
Poles: 14
Pontos: 456
Melhores Voltas: 25
Títulos: 1
Em 2007: campeão, 110 pontos.

Expectativa: Eternamente tido como azarado o finlandês contou com uma bela dose de sorte para conseguir o título da última temporada no Brasil. Eternamente tido como piloto desmotivado ele briga em 2008 para provar o contrário. Para isso precisa chegar novamente ao final da temporada brigando pelo título. Sim, isso parece possível.

Ponto Positivo: Frio, ele é capaz de encarar um momento de pressão da mesma forma que encara um momento alegre. Daí seu apelido de homem de gelo.

Ponto Negativo: Desconcentra-se em momentos considerados bobos e passa pelo constrangimento de pessoas comparando seus esparsos desempenhos ruins à suas famosas festinhas.

02-FELIPE MASSA

País: Brasil
Nascimento: 25/04/1981
Altura:
1,66 m

Peso:
59 kg

Corridas:
87

Vitórias:
5

Poles:
9

Pontos:
201

Melhores Voltas:
8

Em 2006:
4º, 94 pontos.


Expectativa: Ser campeão do mundo. Este é o único objetivo de Felipe Massa na temporada 2008. É a única forma de continuar na equipe em pé de igualdade com seu companheiro de equipe Kimi Raikkonen. Pode ter chegado a vez dele.

Ponto Positivo: É rápido e trabalha bem sob pressão, em especial quando é criticado. Goza de prestígio dentro da equipe, que assumiu que o piloto só não brigou pelo título até a última prova por culpa do próprio time.

Ponto Negativo: Inconstante, comete alguns erros em momentos importantes. Batalhará contra um piloto que de início se adaptou melhor ao novo carro da equipe.

Fotos: Divulgação
Arte: Mundo Veloz

4 comentários:

Ron Groo disse...

Penso que a Ferrari não reinará absoluta como nos tempos de Shumacher, mas ainda assim penso como você: É o carro a ser batido!

regys_silva disse...

lewis hamilton na ferrari?olha o erro garcia!!!

Zé da F1 disse...

Deixem-me rir com esta de que o Massa não foi campeão por causa da própria Ferrari... A culpa foram os próprios erros. Estes tipos têm sempre desculpa para os meus desempenhos. Já parece no futebol quando se perde vai o treinador embora.... que raio de jornalismo é este

Garcia disse...

Zé da F1. Não são palavras minhas, e sim da própria Ferrari. Vale lembrar que ele teve problemas de pit stop nos treinos para o GP da Hungria, que teve uma quebra de câmbio logo na primeira prova do ano, e que, quando estava à frente de Raikkonen no mundial, teve um problema hidráulico e abandonou o decisivo Grande Prêmio da Itália. Somado aí sim à seus erros, o mundial se foi. Esse é o raio de jornalismo que pratico, usando as palavras da própria equipe.

Regys: Foi um erro no modelo de layout que usei para fazer o guia, já corrigi. Abração

Ron: O lance é exatamente esse, não deve fugir daí!!!