3/06/2008

Guia da Fórmula-1 - Force India

Quarta versão da equipe Jordan mais uma vez promete bons resultados em dois ou três anos...

(Clique na imagem para ampliar ou baixar)

Modelo: VLM-01
Motor:
Ferrari

Responsável: Michel Mol e Vijay Mallya
País:
India

Status: Equipe pequena
Em 2007:
10º lugar, 1 ponto. (Como Spyker)


Em 2007: Como Spyker a equipe iniciou a temporada como o pior entre todos os times da Fórmula-1. Adrian Sutil, porém, conseguiu boas performances na segunda metade da temporada alcançando até mesmo o oitavo posto no Grande Prêmio do Japão, fato que rendeu o primeiro ponto do time. As dificuldades financeiras cada vez mais evidentes aliadas à mudança de estratégia da montadora, que teve inúmeros prejuízos, fez com que a alta cúpula se rendesse aos dólares indianos.


Expectativas: Desde 2005 a equipe troca de nome a cada ano. Naquele ano era a Jordan, em 2006 Midland, em 2007 Spyker e agora o time alinha em Melbourne com o quarto nome: Force India. Mais do que uma equipe de Fórmula-1, a Force India é uma forma de atrair investimentos para o país com a divulgação de seu nome. A cúpula da equipe não espera grandes resultados para 2008, mas a evolução do carro da Spyker pode render alguns pontos ao novo time que conta com um piloto novato e rápido e um experiente.

Ponto Positivo: Difícil encontrar pontos positivos em um time que estréia com base montada por um time pequeno. De qualquer forma um recomeço é sempre um alento e o ânimo adquirido por todos dentro do time poderá ajudar sem dúvida alguma. A torcida é essa.

Ponto Negativo: É a terceira estréia de um novo time com base no espólio da Jordan. Quando o tempo passa e tempos a oportunidade de ver tantas tentativas sem sucesso, chegamos à pensar que há alguma coisa errada com o espólio e não com quem o adquire. Só conseguirão produzir bem se se conseguirem praticar uma renovação total.

PILOTOS

20-ADRIAN SUTIL

País: Alemanha
Nascimento: 11/01/1983
Altura: 1,83m
Peso: 75 Kg
Corridas: 17
Vitórias: 0
Poles:
0

Pontos:
1

Melhores Voltas: 0
Em 2007: 19º, com 1 ponto



Expectativa: Depois de ser apontado como possível substituto de alguns pilotos em equipes maiores o alemão tem a obrigação de manter o bom nível dentro das pistas e errar menos. Isso caso ele ainda tenha vontade de transferir no futuro para equipes como a McLaren, já que a Mercedes está de olho nele. Alguns pontos podem ajudar

Ponto Positivo: É um piloto que provou que pode tirar mais velocidade do que o carro tem. O ponto conquistado no Grande Prêmio do Japão do ano passado em meio à um dilúvio também mostrou que ele sabe lidar com adversidades.

Ponto Negativo: Mostra velocidade mas também um pouco de inconstância, provavelmente fruto de sua inexperiência. Não pode cometer erros como aconteceu no Grande Prêmio da Europa quando estava em boa posição mas escapou da pista.

21-GIANCARLO FISICHELLA

País: Itália
Nascimento: 14/01/1973
Altura:
1,72m.

Peso:
66 Kg.

Corridas:
194

Vitórias:
3

Poles:
3

Pontos:
267

Melhores Voltas:
2

Em 2007:
8º, com 21 pontos.



Expectativa: Precisa recuperar, entre outras coisas, a auto-confiança. Saiu da Renault depois de 2 temporadas devendo velocidade. Tido como um piloto em final de carreira ele afirma que ainda tem muito à fazer. Só conseguirá se andar constantemente nos pontos.

Ponto Positivo: Experiência nunca faz mal à ninguém, e isso ele tem de sobra. Depois de quase 200 corridas (número que atingirá em 2008), ele pode ajudar na evolução do novo carro da equipe.

Ponto Negativo: Falta velocidade e constância à Físico. Caso não consiga atingir o objetivo de levar esse carro aos pontos pode acabar seguindo os passos de Alexander Wurz, ou pior, de Ralf Schumacher.

Fotos: Divulgação
Arte: Mundo Veloz

2 comentários:

Ron Groo disse...

Estou super ansioso... E Carlos, este seu guia bem que poderia ser impresso hein? Que beleza!

Garcia disse...

Valeu meu amigo Groo!!!

Mas assim está bom, risos...

É caro imprimir, hahahaha...

Estou muito ansioso também!!!