7/25/2009

Hungaroring: Susto, medo e outras sensações

Um sábado agitado como há muito não se via na Fórmula-1...

O carro de Felipe Massa após o acidente (Flickr/Autosfera)

- Hoje tudo o que NÃO poderia acontecer aconteceu na Fórmula-1. Os treinos classificatórios para o Grande Prêmio da Hungria transcorriam tranquilamente até que algo estranho aconteceu no final do Q2.

- O novo colocado Felipe Massa apareceu nas imagens de televisão com seu carro cravado de frente na barreira de pneus (de forma similar à Heikki Kovalainen na Espanha ano passado). Mas os replays mostraram algo diferente, o piloto passou reto pela chicane que antecedia a curva e sem exercer nenhuma reação bateu de frente contra a barreira.

- Um drama se seguiu na sequência quando uma ambulância chegou ao local com equipe médica e ele foi levado para o ambulatório do circuito (posteriormente para o hospital). As imagens de TV mostraram que uma peça metálica havia se chocado contra o capacete de Felipe que, provavelmente sem consciência, foi parar na barreira e a terceira parte do treino foi adiada por 15 minutos. Ele foi levado de helicóptero já com informações de que estava consciente.

- O acidente de Felipe foi assustador. A falta de informações, os procedimentos da FIA de não mostrar as imagens, a voz embargada dos que transmitiam o treino, tudo isso foi muito preocupante. A voz de Galvão Bueno dizendo que "eu não queria repetir este momento nunca mais, mas vá com Deus Felipe", lembrando o que já havia sido feito em Ímola/94.

- Foi por muito pouco. A sorte que faltou para Ayrton Senna em 94 (quando um braço de sua suspensão perfurou a viseira de seu capacete) e também para Henry Surtees semana passada (quando um pneu atingiu sua cabeça na F-2) sobrou para Felipe. Claro, ele não saiu ileso e está sendo operado após concussão cerebral, corte profundo na testa e dano num osso do crânio. Sua viseira foi destruída na lateral e o olho esquerdo (que segundo Rubens Barrichello não foi comprometido) foi afetado. A imagem, relativamente forte pode ser vista clicando-se aqui. Não postei diretamente para que ninguém se choque.

- É possível ver no olhar o do piloto o quão ele estava assustado. Rubens Barrichello diz que ele fica desacordado por alguns segundos e bate de frente na barreira. Ele não foi autorizado a chegar perto do Felipe mas pôde ver que ele estava agitado e até mesmo querendo voltar para a pista. O resultado desse momento é que a equipe médica lhe deu um calmante para que ele se tranquilizasse.

- As informações dão conta de que está tudo bem. E aqui, claro, fica a torcida do "Mundo Veloz" para que ele possa se recuperar logo. Amanhã ele não corre, ninguém pode substituí-lo, mas agora a Fórmula-1 entra em férias de cerca de um mês, o que pode ser tempo suficiente para que ele relaxe, descanse e se recupere.

A crono:

- Na sequência o Q3 teve andamento mas com problemas de cronometragem no final da sessão os pilotos, em um misto de preocupação e desorientação, não sabiam sequer quem era o pole. A situação foi resolvida com Alonso na primeira posição com Vettel em segundo e Webber sendo pego de surpresa em terceiro.

- Os pilotos sequer sabiam o tempo que haviam feito e a cena mostrava um bate papo entre Alonso, Vettel, Webber e Hamilton perguntado-se entre si quem teria sido o pole. Bernie Ecclestone apareceu para informá-los de que a posição de honra era de Alonso.

- Um sábado do qual não me lembro nos últimos tempos. O clima era estranho tanto pelo acidente do Felipe quanto pela indefinição quanto à pole. É difícil entender que não se pode ver ninguém comemorando ao final de uma sessão.

Péssimo dia para os brasileiros:

- Rubens Barrichello, além de se envolver indiretamente no acidente de Massa, foi mal, muito mal. Ele parte amanhã da 13ª posição (12º com a ausência confirmada de Felipe Massa), sem passar para o Q3 em uma pista onde as ultrapassagens são praticamente impossíveis.

- Já Nelsinho Piquet além de largar em 15º lugar (14º com a ausência confirmada de Massa) ainda viu seu companheiro de equipe conquistar a pole position. Esse resultado praticamente mina suas chances de continuar na Renault para o restante da temporada pois sua grande reclamação era a falta de um equipamento similar ao do espanhol e de um chefe de equipe que soubesse de alguma coisa. O carro ele teve, mas não conseguiu responder.

5 comentários:

Ron Groo disse...

Rapaz, eu pensava que não reviveria estas emoçoes nefastas durante muito tempo...

etelmar disse...

Carlos, vc que já faz o "mercado de pilotos", por favor que tal um post sobre quem vai substituir Massa na Ferrari, com as probabilidades de cada um?
tem Nelsinho, Alonso, Bourdais, shumi, david coutard, Takuma Sato..enfim são tantos nomes aparecendo que só alguém que entende pode falar algo..etão vamos esperar por seu post..anciosos..Um abraço. Etel-Bauru-SP

etelmar disse...

Há! ia me esquecedo, tenho um Opala 1970 Deluxe para vender o carro é lindo todinho original..difícil achar outro igual, o preço: R$ 7.500,00 (fiquei sabendo que aí no sambodromo em SP de terça-feira, vende ele rapidinho por no mínimo R$ 10.000,00)se vc ou alguém interessar mando fotos meu email: etelmar@bol.com.br

Carlos Garcia disse...

Opa Etelmar... pode mandar as fotos... até mesmo pq é um belo carro e sempre lindo de se ver... vamos elaborar o "quem substitui Massa" sim... valeu pela dica!!! Abração!!!

Ron Groo, meu querido, foi de gelar a espinha!!!

etelmar disse...

Carlos Garcia,me mande um email, para eu ter o endereço p/ enviar as fotos.
o meu é etelmar@bol.com.br
um abraço, grata, Etel