9/01/2008

Quanto vale o show?

A corrida do milhão valeu mesmo o prêmio que pagou à Valdeno Brito?


- Há várias formas de se analizar a "Corrida do Milhão", 7ª etapa do Campeonato Brasileiro de Stock Car ontem no Rio de Janeiro. Emoções? Poucas.... emotivos? Poucos... ou apenas um, o vencedor. Valdeno Brito pode se considerar um predestinado por ter conquistado sua primeira vitória na categoria justamente na tão falada prova do milhão de dólares. Nem tanto pelo dinheiro, que vai para a conclusão de sua casa, mas muito pelo retorno de imagem, pela classificação ao playoff e também pelo ganho de confiança.

- Do prêmio mesmo ele verá em sua conta corrente "apenas" U$300 mil, já que o acordo dos pilotos da Medley era de dividir a bolada com a equipe e com o patrocinador (será mesmo que a empresa precisa desse dinheiro?).

- A vitória não pdoe ser considerada das mais justas, afinal de contas Cacá Bueno fez a pole position e liderou até a 41ª de 47 voltas quando teve problemas elétricos em seu carro, que simplesmente morreu por duas vezes. Briga pelo milhão mesmo apenas no início quando Allam Khodair tentou pressionar Cacá, o pit stop de Allam porém foi um desastre e o piloto acabou perdendo posições.

- A prova em si como se vê não foi abundante em emoções. O pelotão que ia do 3º ao 6º colocado tento fazer algo no início com algumas belas manobras e ultrapassagens, mas o próprio Valdeno fez com que todos se desligassem dos dois primeiros. Ingo, Burti e Jorge Neto proporcionaram bons momentos.

- Cabe aqui ressaltar também a boa prova de recuperação de Thiago Camilo, Marcos Gomes e Alceu Feldmann (esse pela estratégia) que partiram do fundo e chegaram entre os 5 primeiros.

- Um desastre não foi, mas esperava-se mais de um evento que reconhecidamente teve sua importância. Que algumas coisas sejam repetidas no próximo ano e outras sejam modificadas para que a corrida do milhão ganhe enfim um grande destaque nacional. O destaque que merece.

3 comentários:

Anônimo disse...

Vale muito pela fé demonstrada em Jesus Cristo, que é o maior de todos, quem não se lembra, Senna também nunca negou sua fé em Cristo e quem está em Jesus pode sim o impossível

Anônimo disse...

Oi carlos
queria te convidar para participar de uma ação com blogueiros que a seguradora Mapfre vai promover. Qual seu mail?
O meu é kitkat01@gmail.com
Me escreva, por favor!
beijos e Obrigada
Carol Ramos

Ron Groo disse...

Parabéns ao Valdano.... A corrida foi muito meia boca, mas o paraibano mereceu!