3/17/2008

Notas: GP da Austrália

Na primeira prova do mundial o inglês Lewis Hamilton além de vencedor saiu com a melhor nota da prova pelo Mundo Veloz...

PILOTOS

Lewis Hamilton: Conquistou tranquilamente a pole position e andou muito forte na corrida. Mesmo com os vários problemas ocorridos no Grande Prêmio esteve sempre à frente dos demais. Tudo isso sem cometer um erro sequer: 10

Nick Heidfeld: Soube se livrar dos inúmeros problemas ocorridos na prova. Em boa disputa com Rosberg garantiu a posição nos boxes e não perdeu mais: 7;

Nico Rosberg: Andou junto à Heidfeld toda a corrida e se livrou de confusoes sendo muito veloz. Primeiro pódio dos vários que deve conseguir na carreira: 8;

Fernando Alonso: Em uma corrida onde apenas 7 carros completaram é normal chegar aos pontos. Mas, apesar de não ter sido brilhante, imprimiu bom ritmo de corrida. Mediano no início soube se adaptar ao caos que foi a prova: 6;

Heikki Kovalainen: Conquistaria facilmente a segunda colocação não fosse as entradas do Safety Car em momentos ruins para ele. No final realizou linda ultrapassagem sobre Fernando Alonso mas apertou o limitador de velocidade e perdeu a posição na abertura da última volta. Com a melhor volta conseguiu um 5º lugar injusto, merecia mais: 8;

Kazuki Nakajima: Elogiou a equipe por devolvê-lo de volta à pista, o que lhe possibilitou conseguir pontos. Não fosse isso e o erro bizonho cometido por ele quando acertou Kubica por trás com Safety Car ainda na pista resultaria em um carro à menos na prova. Ou dois, afinal, o polonês teve de abandonar: 1;

Sebastien Bourdais: Largou atras mas, por ter parado no box no momento certo, apareceu em uma boa e constante quarta colocação. Abandonou por problemas no instável motor Ferrari e mesmo assim pontuou na estréia: 7;

Kimi Raikkonen: Bem na primeira parte da prova quando se recuperou da má posição de largada, a qual não teve culpa. Quando pôde garantir um lugar no pódio cometeu erros decisivos. Pontos cairam do céu: 4;

Robert Kubica: Excelente na classificação apesar do erro. Na corrida não obteve o mesmo ritmo esperado mas conseguiria melhor resultado não fosse a estratégia errada da equipe com as entradas do Safety Car. Foi acertado por trás por Nakajima e não teve culpa: 6;

Timo Glock: Nono colocado na classificação perdeu 10 lugares e partiu em décimo-nono. Na corrida andou forte e certamente pontuaria. Seu acidente consistiria apenas em uma leve escapada de pista, mas o perigoso trampolim fez com que ele decolasse e sofresse uma forte pancada: 6;

Takuma Sato: Irá sofrer com o carro nesta temporada. Também abandonou mas não fez nada demais enquanto esteve participando da prova: 1;

Nelson Piquet: Sentiu a pressão da estréia. Largou muito atrás, conseguiu posições na largada, perdeu todas na sequência e abandonou com problemas no câmbio causados por ele mesmo. Muito lento: 0;

Felipe Massa: Fraco na classificação e ainda cometeu um erro bobo na largada, esquecendo-se que não há mais controle de tração na Fórmula-1. Chocou-se com Coulthard sem culpa: 2;

Jarno Trulli: Bem na classificação, mostrou a força da Toyota ao largar em 6º. Na corrida esteve forte podendo quem sabe brigar pelo pódio mas abandonou pelo incômodo que o aquecimento da bateria esteva lhe causando: 6;

David Coulthard: Lento na classificação e apagado na prova. Precisa aprender que, quando pressionado, não pode usar a mesmo trajetória de pista na pista do que quando não há ninguém. Abandonou a prova por isso no choque com Massa e agora reclama que não é possível enxergar bem com os atuais retrovisores: 2;

Adrian Sutil: Ainda não andou bem este ano, seja em testes, treinos ou na prova. No sábado rodou na classificação e atrapalhou vários pilotos. Abandonou por problemas: 1;

Mark Webber: Não teve culpa no acidente do sábado e abandonou na largada. Não pôde mostrar nada: s/nota;

Jenson Button: Mediano na classificação, teve seu desempenho apagado pela boa atuação de Barrichello e abandonou na largada: 4;

Anthony Davidson: Largou em último e não passou da primeira curva: 0;

Sebastian Vettel: Sem sorte, foi muito bem no sábado quando passou à Superpole, porém, enfrentou problemas na sessão decisiva do treino e se acidentou na largada. Pelo treino de classificação: 6;

Giancarlo Fisichella: No sábado foi melhor que Sutil, mas não como prometia. Abandonou a prova na largada após ser abalroado: 2;

Rubens Barrichello: Por 9 milésimos não foi à Superpole. Na corrida segurou Raikkonen por 18 voltas, foi constante e rápido, esteve perto do pódio e não teve culpa pelos incidentes em seu pit stops. De qualquer forma teve de pagar um Stop and Go e posteriormente foi excluído da prova após cruzar em 6º lugar: 9.

EQUIPES

Ferrari: Problemas com a bomba de combustível com Raikkonen no sábado e 2 motores quebrados na corrida: 0;

BMW: Surpreendeu à todos os que não acreditavam no time. Blefou até o último momento quando foi lento na sexta feira pré-GP. Constante com Heidfeld e mal na estratégia com Kubica. Na classificação incomodará Ferrari e McLaren: 7;

Renault: O carro não é bom. No sábado ficou atrás de equipes como Honda e Toyota e na corrida Piquet quebrou. A quarta colocação de Alonso se deve ao baixo número de carros que chegou ao final: 3;

Williams: Mostrou que o carro brigará para ser a 3ª força do mundial. Andou no ritmo da BMW durante a prova. O pódio não deve ser o único do ano. Devolveu Nakajima à pista de forma oportuna fazendo com que o trapalhão conquistasse 3 pontos: 8;

Red Bull: Não teve culpa pelo que aconteceu com os pilotos na corrida e mostrou que tem um bom carro. Talvez incomode a Williams. Mark Webber não largou melhor devido ao problema de freio que fez com que ele sofresse um acidene no sábado: 5;

Toyota: O carro deste ano tem mais qualidades que seu antecessor e os 2 pilotos foram à Superpole. Na corrida um problema inusitado fez com que Trulli abandonase, a bateria esquentou e o piloto não aguentou ficar no carro: 6;

Toro Rosso: Foi à Superpole com Vettel, que na sequência enfrentou problemas. Foi feliz com Bourdais na estratégia que teria chegado em quarto não fosse o motor... um Ferrari: 6;

Honda: Teve tudo para apagar logo de cara a horripilante impressão deixada em 2007. Mas a brilhante corrida de Barrichello foi para o espaço por uma sucessão de erros do time: 2;

Super Aguri: Sem dinheiro e com o carro da Honda de 2006 (melhor que o de 2007), nada poderá fazer: 2;

Force India: Prometeu, prometeu e nada vimos. Na corrida Sutil abandonou com problemas hidráulicos: 1;

McLaren: Voou baixo na classificação e na corrida atingiu o nível de constância que se esperava da Ferrari. Não fosse o Safety Car e teria conseguido dobradinha. E parece que seus pilotos gostam mesmo de apertar botões que não devem: 9;

4 comentários:

Ron Groo disse...

E aí Carlos, eu recebi seu recado em meu blog, mas não entendi muito bem. Do que se trata mesmo? Adianto que eu topo... Embora acho que os textos sobre f1 meus tem pouco a acrescentar... Mas topo.
qualquer coisa:
ron_groo@hotmail.com

regys_silva disse...

má vontade a sua com o nakajima heim.....tirar nota menor q o massa?ah,fala sério.

Felipe Maciel disse...

Também não entendi muito bem seu recado, não... Como que é isso?

Felipe Maciel disse...

Kimi Raikkonen - 4
Felipe Massa - 3
Nick Heidfeld - 8
Robert Kubica - 6
Fernando Alonso - 9
Nelsinho Piquet - 3
Nico Rosberg - 9
Kazuki Nakajima - 3
David Coulthard - 3
Mark Webber - 3
Jarno Trulli - 6
Timo Glock - 4
Sebastien Bourdais - 9
Sebastian Vettel - 6
Jenson Button - 4
Rubens Barrichello - 8
Takuma Sato - 4
Anthony Davidson - 3
Adrian Sutil - 3
Giancarlo Fisichella - 3
Lewis Hamilton - 10
Heikki Kovalainen - 8

Ferrari - 1
BMW - 7
Renault - 6
Williams - 8
Red Bull - 3
Honda - 7
Toyota - 4
Toro Rosso - 7
Super Aguri - 3
Force India - 4
McLaren - 9