3/23/2008

Ganhando o carinho da Ferrari

Kimi Raikkonen vence corrida tranquila e vê companheiro de time errar sozinho abandonando a prova...


- Pode ser cedo, mas talvez tenha chegado o momento da Ferrari optar entre Kimi Raikkonen e Felipe Massa para que um dos dois tenham a preferência da equipe na disputa do mundial 2008. Nâo acredito que já tenha acontecido uma decisão clara, mas os afagos do time já tem endereço, o a equipe já tem um novo queridinho, no melhor sentido da palavra.

- A vitória do "Homem de Gelo" foi significativa demais, não só pela facilidade como ele a conquistou, batendo o companheiro de time facilmente enquanto ele esteve na prova, mas também pelo terrível abandono de Massa em uma prova onde pouquíssimos pilotos cometeram erros.

- Raikkonen já chegou aos 11 pontos contra 14 de Hamilton. Heidfeld também tem 11, Kovalainen 10 e Felipe não tem nenhum. Lá se vai mais uma vez a chance de um campeonato bem disputado para ele. Não será fácil batalhar contra pelo menos três pilotos administrando seus pontos em um mundial que não premia somente as vitórias.

A prova:

- Difícil e bonito o início do Grande Prêmio da Malásia. Bom para o brasileiro que havia largado na pole que, lado a lado com Raikkonen, quase tocando rodas, manteve bem a primeira posição na curva1.

- Robert Kubica, Jarno Trulli e Nick Heidfeld foram também os responsáveis por uma bela imagem, quando os três dividiram a curva. Pior para Heidfeld que veio por fora e perdeu posições, caindo para décimo enquanto Trulli caiu para sexto e o polonês subiu bem para terceiro lugar. Boa largada também de Mark Webber, conquistando a quarta posição.

- O início da prova marcou também o abandono de Sébastien Bourdais, que cometeu um erro na curva 5 e foi parar na caixa de brita. Glock e Rosberg também se tocaram, o piloto da Toyota abandonou a prova culpando o compatriota e o piloto da Williams foi ao pit para trocar o bico. A equipe inglesa, aliás, anda gastando muito dinheiro com esta parte do carro.

- Também no início, na quinta volta, a mais bonita manobra do dia. Fernando Alonso perseguia David Coulthard e quando ele colocou o carro de lado para passar por fora na reta oposta, o alemão Nick Heidfeld, que vinha atrás de Alonso aproveitou para por o carro por dentro. Os três alinharam na reta com Heidfeld conquistando as duas posições e deixando Coulthard sem chances de abrir para o bicampeão, que só conquistou a posição na reta seguinte.

A primeira janela:

- Movimentações de largada à parte, as atenções se voltaram para a disputa pelo primeira posição entre os companheiros de equipe. Na abertura da segunda volta a vantagem de Felipe para Kimi era de 1,6 segundo, diferença que subiu para cravados 2 segundos na quinta volta, caiu para 1,2 na nona, subiu novamente para 2 na décima-segunda e não baixou mais de 1,9 até a décima-sétima quando Massa foi aos boxes com uma vantagem considerada pequena já que Raikkonen continuaria na pista por mais uma volta.

- A parada de Massa teve a duração de 8,5 segundos com perda total na entrada e saída do pitlane de 29,9 segundos. Seria necessário para ele voltar acelerando, mesmo com pneus frios para não perder a posição.

- Kimi vinha em volta que seria a mais rápida, pois ele quebrou as duas melhores parciais da pista. No final do giro porém ele tomou o rumo dos boxes para fazer a parada em 7,9, 6 décimos melhor que o brasileiro mas sua perda total foi de 29,5, apenas 4 décimos melhor. Kimi assumiu a liderança voltando praticamente junto à Felipe, que antes da parada tinha 2 segundos de vantagem, ou seja, o finlandês conquistou essa posição na pista.

- Detalhe na primeira janela para o pit stop de Lewis Hamilton, que vinha atrás de Webber tentando conquistar a posição e só o fez quando ele parou nos boxes, perdendo o lugar novamente para o australiano pois teve problemas na colocação de sua calota dianteira direita, fazendo com que seu pit demorasse quase 20 segundos.

A segunda e derradeira janela de Felipe:

- Ao voltar dos boxes a impressão que se tinha é que Massa estaria atrás de Raikkonen para recuperar sua posição da mesma forma que perdeu, porém, a diferença entre eles só se fez aumentar: 2, 7 segundos, depois 3,5, até chegar à 4,9 na trigésima volta.

- Volta esta que marcou o fim da participação de Massa no GP da Malásia. Ao entrar na sequência das curvas 5 e 6 ele, ao que tudo indica, ele não dosou o acelerador (como se tivesse esquecido mais uma vez a ausência do Controle de Tração) e foi parar na caixa de brita após rodar. Fimd e prova.

- Ao encontrar a imprensa ele afirmou ter sentido uma sensação estranha na parte traseira do bólido, ao que foi prontamente desmentido pela equipe.

- A prova nesse momento apresentava Raikkonen, Kubica, Kovalainen e Trulli nas quatro primeiras posições.

A última janela:

- A prova desta madruga não apresentou tantas emoções quanto o Grande Prêmio da Austrália e, por isso, seus relatos se concentram à besteira de Massa e às janelas de pit stop. E foi na volta 38 que o líder parou para seu último trabalho de abastecimento e troca de pneus. Foi o momento de Robert Kubica liderar a corrida por 5 voltas até parar também.

- Entre os líderes nenhuma ocorrência, apenas Rubens Barrichello excedeu a velocidade na saída do pitlane e foi punido com um Drive Trough perdendo a décima-segunda posição para Giancarlo Fisichella.

- Trabalho encerrados e o final da prova apresentou a sequência que nessas posições terminou: Raikkonen, Kubica, Kovalainen, Trulli, Hamilton, Heidfeld, Webber e Alonso. Destaque para as 9 voltas finais onde o inglês da McLaren tirou uma diferença de 5 segundos para Jarno Trulli, sem porém, conseguir ultrapassar. Raikkonen vence e comemora.

2ª Etapa - Grande Prêmio da Malásia
Pos  Piloto      Equipe        Tempo
1. Raikkonen Ferrari 1h31:18.555
2. Kubica BMW Sauber + 19.570
3. Kovalainen McLaren + 38.450
4. Trulli Toyota + 45.832
5. Hamilton McLaren + 46.548
6. Heidfeld BMW Sauber + 49.833
7. Webber Red Bull + 1:08.130
8. Alonso Renault + 1:10.041
9. Coulthard Red Bull + 1:16.220
10. Button Honda + 1:26.214
11. Piquet Renault + 1:32.202
12. Fisichella Force India + 1 lap
13. Barrichello Honda + 1 lap
14. Rosberg Williams + 1 lap
15. Davidson Super Aguri + 1 lap
16. Sato Super Aguri + 2 laps
17. Nakajima Williams + 2 laps

Melhor volta: Heidfeld, 1:35.366

Abandonaram:

Piloto Equipe Vl

Vettel Toro Rosso 41
Massa Ferrari 31
Sutil Force India 7
Glock Toyota 2
Bourdais Toro Rosso 1
Classificação do mundial:
Pilotos:                                
1. Hamilton 14
2. Raikkonen 11
3. Heidfeld 11
4. Kovalainen 10
5. Kubica 8
6. Rosberg 6
7. Alonso 6
8. Trulli 5
9. Nakajima 3
10. Webber 2
11. Bourdais 2
Construtores:
1.  McLaren-Mercedes       24
2. BMW Sauber 19
3. Ferrari 11
4. Williams-Toyota 9
5. Renault 6
6. Toyota 5
7. Red Bull-Renault 2
8. Toro Rosso-Ferrari 2

2 comentários:

Loucos por F-1 disse...

Ficou bem nitido que apartir de agora a preferencia será de Raikkonen. O Felipe vai ter que trabalhar muito pra voltar a brigar.

Abração!!

Leandro Montianele

Ron Groo disse...

Foi justo... Kimi foi muito bem (elogios no meu blog ó?) e Maffa mostgou que tem mais além dá lingua pgresa... As notas saem na terça viu Carlos!