10/29/2007

Cacá Bueno à um passo do título

Vitória de Rodrigo Sperafico em Tarumã deixou Cacá 25 pontos à frente de seu principal concorrente no campeonato...


- A prova em Tarumã ontem foi simples, muito simples. Após perceberem que o forte calor poderia prejudicar dos compostos tanto quanto ou até mais que a prova de Brasília, onde os pilotos tiveram muitos problemas, a receita foi... economizar.

- Claro que quem perde com isso é o público, que mais uma vez não pôde desfrutar de uma prova cheia de emoções, ultrapassagens e afins, como se via até o ano passado. Até a volta número 25 nenhum dos 10 primeiros colocados havia trocado uma posição sequer, inaceitável.

- No pelotão da frente Rodrigo Sperafico seguia tranquilo na liderança com Cacá Bueno e Duda Pamplona muito próximos em disputa pela segunda posição, Antonio Jorge Neto era o quarto e Nonô Figueiredo o quinto, essas posições só se alteraram na penúltima volta quando Nonô teve problema com a mangueira de óleo e ficou fora da disputa. Menos mal para Thiago Camilo que ainda ganhou uma posição no fim, junto às que tinha conquistado na pista, nas últimas 15 voltas.

- Agora a conta de Cacá Bueno é tão ou mais simples que a prova de ontem. Com 25 pontos na liderança, exatamente o valor de uma vitória, ele só precisa chegar à frente de Thiago Camilo e Rodrigo Sperafico, Thiago Camilo e Felipe Maluhy (sempre ele). Tudo isso exatamente na prova de sua casa. A única torcida em prol da emoção é que ele não pontue e os outros três cheguem bem ao final.

- Talvez até por essa torcida é que Cacá tenha assumido não gostar do playoff que, segundo ele, não é um bom sistema de disputa. Erroneamente ele afirmou que todos os jornalistas gostam da emoção final da disputa, mas que se fosse pelo sistema antigo talvez ele já fosse o campeão.

- Estranho esse sistema é, mas não tanto por ser uma disputa diferenciada em provas finais, e sim, por serem poucas provas. É difícil de se aceitar que em apenas quatro provas tudo aquilo que aconteceu durante o ano seja jogado pela janela. Tal qual o desempenho de Ricardo Maurício e Thiago Camilo, que poderiam estar em uma disputa ainda mais bela com Cacá. E o principal, corridas chatas durante todo o ano de pilotos que economizam equipamento para chegar à fase final. Apenas as duas provas pré-playoff tiveram boas doses de emoção.

- A vitória de Sperafico foi extremente tranquila. Com a disputa de Cacá e Pamplona, ele pôde economizar seu equipamento mais do que qualquer outro. Quando Duda deixou Bueno em paz ele até tentou se aproximar, mas já era vidente de Sperafico tinha uma reserva bem maior.

- Essa é a segunda vitória de Rodrigo Sperafico, que venceu também em Curitiba. Semelhante à prova de Tarumã ele também largou da pole position e venceu de ponta a ponta economizando bem o equipamento. Olho nele.

- Duda Pamplona foi um destaque. Desde sexta feira andando muito bem, o piloto se recupera de um início de temporada conturbado em 2007. Alinhou em segundo lugar no grid, caiu para quarto na tentativa de superar Sperafico e cruzou a linha final em terceiro, em uma bela prova, fechou o pódio.

- Como não poderia deixar de ser, Duda era só alegria ontem. Com essa crescente no campeonato, finalmente ele deve voltar a disputar posições de honra na próxima temporada do Campeonato Brasileiro de Stock Car. Talento não lhe falta.

Situação do playoff:

Cacá Bueno
2º colocado
1º no campeonato com 272 pontos

- Disputou durante toda a prova a segunda colocação com Duda Pamplona, mas como o piloto da Officer estava diante da possibilidade de seu primeiro pódio na temporada preferiu não ser tão combativo, a pista também não permitia. De qualquer maneira Cacá parecia seguro quanto à sua posição.

Thiago Camilo
6º colocado
2º no campeonato com 247 pontos.

- Sua posição de largada não ajudava muito, pois ele enfrentou inúmeros problemas durante o final de semana com uma falha elétrica em seu carro. Na corrida teve liberação da equipe nas últimas 15 voltas para partir pra cima e foi o que fez passando dois carros e ainda contando com o abandono de Nonô na penúltima volta. Garante que não vai esmurecer na disputa pelo título.

Rodrigo Sperafico
Vencedor
3º no campeonato com 242 pontos

- A vitória tranquila garantiu à ele uma bela recuperação no campeonato mas, assim como todos, necessita de um desastre de Cacá para ser campeão. É o Raikkonen da história.

Felipe Maluhy
8º colocado
4º no campeonato com 227 pontos

- Maluhy sempre faz provas como as de ontem. Poupando equipamento e chegando ao final de todas as corridas que conseguir. Não é à toa que conseguiu chegar às duas edições dos playoffs até aqui. Maluhy se desentendeu no briefing com Hybernon Cisne e os dois foram motivos de relativa polêmica no final de semana. Na corrida a estratégia parecida de todos os pilotos acabou prejudicando sua performance.

Ingo Hoffmann
13º colocado
5º no campeonato com 222 pontos

- A 13ª colocação não é o resultado dos sonhos de nenhum dos pilotos envolvidos em uma disputa como o playoff. Ingo somou apenas 2 pontos e se vê fora da disputa pelo título, derrubando alguns palpites. Desde sexta feira ele teve inúmeros problemas com seu carro, mas na corrida só pôde atacar no início, até seu desempenho cair. Mesmo vencendo as duas provas e nenhum dos concorrentes pontuando ele não seria mais campeão pois empataria com Cacá em pontos e perderia no critério desempate por não ter vencido em 2007.

Ricardo Maurício
16º colocado
6º no campeonato com 221 pontos

- Vinha bem, muito bem na pista gaúcha, mas um erro primário de sua equipe o fez largar junto a seu companheiro de equipe em penúltimo lugar. No sábado ambos estavam classificados para a superpole mas foi constatado que um mecânico inverteu os jogos de pneu de Ricardo Maurício e Marcos Gomes. O resultado foi catastrófico, e embora o desempenho dos dois tenha sido muto bom, uma melhor posição de largada fez falta.

Daniel Serra
15º colocado
7º no campeonato com 216 pontos

- Participou da Superpole e largou em nono lugar, mas logo na primeira volta cometeu um erro e acabou caindo para o pelotão de trás. No final da prova travou uma belíssima disputa com Ricardo Maurício e chegou à frente por apenas 1 milésimo, bonito, mas sem tanto valor para o campeonato.

Marcos Gomes
17º colocado
8º no campeonato com 215 pontos

- Passou pela mesma situação de Ricardo Maurício. Andou junto à ele durante toda a prova e chegou também ao final com chances de pontuar. A disputa final porém o fez com que chegasse em 17º e não conquistasse pontos. Sua equipe está fora da briga pelo título.

Valdeno Brito
Abandonou
9º colocado no campeonato com 212 pontos

- Veio da terceira posição no grid e largou bem, superando Duda Pamplona de cara. Logo na terceira volta sofreu com um problema de quebra de diferencial e abandonou a disputa... pela prova e pelo título. Acreditava ser uma possibilidade de conseguir a primeira vitória, mas não foi dessa vez.

Hoover Orsi
14º colocado
10º colocado no campeonato com 211 pontos

- Dois pontos mais para Hoover Orsi, que ao que tudo indica teve apenas um lampejo de reação em Brasília, quando conquistou uma épica vitória. Largou em 21º e fez até uma boa prova de recuperação mas sofreu com o mesmo problema de muitos pilotos, o das estratégias parecidas.

Resultado final - 10ª Etapa - Tarumã

1. Rodrigo Sperafico (Volkswagen) 50:38.423
2. Cacá Bueno ( Mitsubishi) + 1.148
3. Duda Pamplona (Mitsubishi) + 2.107
4. Antonio Jorge Neto (Mitsubishi) + 2.580
5. Ricardo Sperafico (Peugeot) + 11.454
6. Thiago Camilo ( Chevrolet) + 11.695
7. Chico Serra (Peugeot) + 19.372
8. Felipe Maluhy (Mitsubishi) + 20.043
9. Luciano Burti (Volkswagen) + 20.288
10. Alceu Feldmann (Chevrolet) + 21.406
11. Popó Bueno (Chevrolet), + 22.665
12. Allam Khodair (Chevrolet) + 25.167
13. Ingo Hoffmann (Mitsubishi) + 25.496
14. Hoover Orsi (Volkswagen) + 26.032
15. Daniel Serra (Volkswagen) + 26.444
16. Ricardo Mauricio (Chevrolet) + 26.445
17. Marcos Gomes (Chevrolet) + 26.861
18. David Muffato (Peugeot) + 35.422
19. Tarso Marques (Mitsubishi) + 47.098
20. Giuliano Losacco (Chevrolet) + 48.169
21. Mateus Greipel (Chevrolet) + 48.952
22. Paulo Salustiano (Chevrolet) + 54.296
23. Alan Hellmeister (Mitsubishi) + 56.589
24. Thiago Marques (Volkswagen) + 57.287
25. Guto Negrão (Peugeot) + 1:00.215
26. Ruben Fontes (Peugeot) + 1 Volta
27. Nono Figueiredo (Mitsubishi) + 2 Voltas
28. William Starostik (Mitsubishi) + 3 Voltas
29. Ruben Carrapatoso (Mitsubishi) + 5 Voltas
30. Enrique Bernoldi (Volkswagen) + 6 Voltas

Não Completaram:
Diogo Pachenki (Chevrolet)
Ricardo Zonta (Peugeot)
Pedro Gomes (Peugeot)
Antonio Pizzonia (Volkswagen)
Juliano Moro (Mitsubishi)
Julio Campos (Mitsubishi)
Valdeno Brito (Peugeot)

2 comentários:

Grünwald disse...

Derrubando o meu, inclusive!

Garcia disse...

Eu acho que fiz esse trecho pensando em você!!!