8/12/2008

Férias e boatos

Período de férias da Fórmula-1 é prato cheio para "boateiros"...


- Todo mês de agosto a Fórmula-1 tira folga de três semanas sem prova. O mesmo período acontece durante outras épocas do ano mas em agosto até mesmo os testes são proibido, portanto pode-se chamar de férias. E este época é um prato cheio para aqueles que gostam de criar boatos e principalmente para os que gostam de fazer "tempestade em copo d´água".

- Imagine o procurador de um piloto querendo fazer com que o nome de seu cliente volte a aparecer na mídia e logo você compreende porque fez tanto barulho a especulação sobre a ida de Takuma Sato para a Toro Rosso na temporada 2009. É simples, durante o restante do ano a notícia passaria batido em meio à tantas outras. Mas férias, enquanto todos procuram algo para preencher suas páginas, a "notícia" vira manchete.

- Dono de equipe comentando sobre a dupla para o ano seguinte então... esses conseguem fazer quase o mesmo barulho de quando fazem o anúncio oficial. Fora que coisas completamente desinteressante também ganham espaço.

- É bom deixar claro que o "Mundo Veloz" não está querendo desqualificar o trabalho de ninguém. Cada um escolhe o que manda pro ar e nada disso significa que alguma dessas notícias é ruim. Elas teriam seu espaço mesmo durante a fase mais agitada do ano, a diferença é que agora tem muito mais.

- A explicação pode estar na sede que o fã de automobilismo tem de querer saber o que acontece no mundo da Fórmula-1 mesmo quando o circo não nos provém de novidades. É estranho para muitas das pessoas que conheço saber que durante 3 semanas a Fórmula-1 praticamente se recolhe em um casulo onde ninguém consegue enxergar nada do que se passa.

- Mas calma amigo. 2008 será a última temporada com período de férias no meio. A partir de 2009, com o Grande Prêmio de Abu Dhabi e aumento de provas para 20, a folga acabará e os empresários terão um pouco mais de dificuldade para divulgar o nome de seus pilotos em meio ao nada.

2 comentários:

Ron Groo disse...

Será que a tal diminuição de custos da f1, idealizada pelos chefões Max e Bernie acarretarão em mais provas para gerar receitas nos proximos anos?
Seria interessante ter algumas provas extras de volta.
Imola, e Austria por exemplo.

Felipe Maciel disse...

O aumento de provas será para 19, Garcia.

Sobre esse período de férias, até que está tudo muito calmo. No ano passado era uma boataria interminável, mas agora está tudo muito quieto. Estranho... Cadê a criatividade desse povo?