11/27/2007

Revista Racing premia os principais nomes do automobilismo brasileiro mais uma vez...


- De Érik Gasparini de 10 anos de idade à Pedro Muffato de 65, o Capacete de Ouro, principal premiação do automobilismo brasileiro teve sua cerimônia acontecendo ontem no Teatro Alfa aqui em São Paulo. Homenagens e premiações das mais diversas proporcionaram aos presentes uma possibilidade rara de refletir sobre o esporte à motor no Brasil sob vários prismas diferentes.

- Ao ver a emoção de Pedro Muffato e Wilson Fittipaldi é impossível não desejar que Deus propocionasse à nós a possibilidade de viver por alguns instantes nas décadas de 60 e 70 para ver como era feito o trabalho que serviu de base para que conseguimos 8 títulos mundiais de Fórmula-1, fora o que foi feito internamente que provavelmente era de encher os olhos.

- Importante ver Lucas di Grassi, carente de marketing, receber o prêmio de melhor piloto na categoria "Fórmula". Lucas que aproveitou para dizer que ainda não sabe nada sobre seu futuro (será?) e que espera uma definição de Fernando Alonso.

- Assim como Nelsinho Piquet, que não se enquadrava em nenhuma categoria então justamente lhe concederam uma homenagem. Nelsinho foi na mesma linha de Lucas e disse que também não sabe nada sobre seu futuro, que ainda não assinou nada com a Renault (será também?) e que, assim como Lucas, não consegue falar nem por telefone com Flávio Briatore. Como homenagem à ele, além da placa, um vídeo foi exibido no telão com a ultrapassagem de seu pai Nelson sobre Ayrton Senna em Hungaroring-1986. Alguns se exaltaram em rever o vídeo, outros aplaudiram a sensacional manobra.

- Importante e interessantíssimo o comentário do campeão do "Rally dos Sertões 2007" Maurício Neves. "Hoje em dia, devido à vários problemas, em especial envolvidos com confederação, uma competição tão apaixonante como o Rally não consegue o mesmo espaço que Fórmula Truck e Stock Car". Sim Maurício, com toda sua autoridade espero que todos os presentes tenham refletido sobre o assunto. Aliás, um abraço à todos da ProMacchina.

- Érik Gasparini foi eleito o piloto revelação da temporada 2007. Com apenas 10 anos de idade ele foi uma das feras mirins do kart brasileiro e quando perguntado sobre quem seria seu grande ídolo no automobilismo não teve dúvidas: Michael Schumacher. Arrancou aplausos da platéia.

- Ingo Hoffmann, Tony Kanaan, Rubens Barrichello (que não esteve presente) e Felipe Massa ainda receberam placas de homenagem por realizarem importantes obras fora das pistas. Ingo mantém o instituto que leva seu nome, assim como Barrichello e Kanaan, com o instituto Barrichello/Kanaan. Massa é piloto da Unicef.

- Massa que acabou, assim como no ano passado, sendo a estrela da festa. Ao final da cerimônia ele, seu manager Nicholas Todt, o pai Titônio, a quase esposa Rafaela e sua mãe Ana subiram ao palco para conversarem com os apresentadores Izabel Reis, Otávio Ceschi e Valéria Zopello. A cerimônia longa encerrou a festa.

Curtas:

- Legal a imagem dos dois Copersucar no palco, de frente para uma Pick-up L200 da Mitsubishi. Como sempre o visual para o apaixonado por automobilismo não deixou a desejar;

- Eu estava sabendo que os homenageados do dia seriam os Fittipaldi. Quanto ao Cristian ir embora antes da cerimônia começar tudo bem, afinal de contas, ele tinha vôo marcado para os EUA. Mas poxa vida, onde estavam as imagens da homenagem? Vídeos, fotos, áudios... Felipe Massa e família ficaram mais tempo no palco que os Fittipaldi. Ou o Fittipaldi, pois infelizmente só Wilson esteve presente;

- Infelizmente o transito caótico da não menos caótica São Paulo atrapalhou um pouco a cerimônia. Muitos dos convidados chegaram com atraso outros nem sequer chegaram. Eu mesmo, estive antes em um evento da Mahle da lançamento de um excelente livro sobre José Carlos Pace e quase não chego para a cerimônia;

- Destaque para a cena: Otavio Ceschi chama ao palco para a premiação da categoria revelação e... Burti? cadê você? Ah, o transito...

- Aliás, Hélio Castro-Neves não compareceu. Dançou, literalmente, na final da "Dança dos Famosos" versão Tio Sam.

- O colega Rodrigo Mattar, só conto pois ele confessou em seu blog, votou na opção "nenhum", disponível para a categoria Fórmula-1, risos...

- Sobre o lançamento do livro, que aconteceu em Pinheiros, prometo que discorrerei sobre o tema assim que lê-lo. O que deve acontecer até sexta feira;

- Sorteio de vários brindes ao final da festa. Entre eles um curso de pilotagem com Beto Manzini. Meu número era o 226 e além de ouvir Valéria Zopello "cantar" o 227 e ninguém vir retirar o prêmio, o sorteado foi... Wilson Fittipaldi;

- Como fui de carona, me diverti com os vários comentários sobre o preço do estacionamento: R$18,00. Se tivesse ido de carro nem comentaria isso aqui, rs;

- Aliás, logo depois de constatar o preço do estacionamento, enquanto eu conversava com Wagner Gonzales e Marcelo Braga uma atendente nos abordou com a seguinte frase: "Vocês poderiam estar subindo (sic) pois a premiação já está começando".

- O Capacete de Ouro me proporcionou uma opotunidade e tanto de encontrar com vários amigos, que não vou citar nomes aqui pois com certeza esqueceria alguém, sou esquecido mesmo, mas que todos se sintam abraçados. Valeu pela bagunça.

Categoria Fórmula 1
1 – Felipe Massa
2 – Rubens Barrichello

Categoria Top
1 – Tony Kanaan
2 – Hélio Castroneves
3 – Bruno Junqueira

Categoria Internacional
1 – Lucas Di Grassi
2 – Raphael Mattos
3 – Diego Nunes

Categoria Nacional
1 – Cacá Bueno
2 – Ricardo Mauricio
3 – Thiago Camilo

Categoria Fórmula
1 – Clemente Faria Jr.
2 – Mario Romancini
3 – Fernando Galera

Categoria Turismo
1 – José Cordova
2 – Thiago Riberi
3 – Geraldo Sermann

Categoria Endurance
1 – João Santana/Victor Genz
2 – Paulo Varassim/Lourenço Varassim/ Fabio Machado
3 – José Hoffig Ramos/Maicon Tumiate

Categoria Vip
1 – César Urnhani
2 – Ricardo Baptista
3 – Renato Cattalini

Categoria Truck
1 – Felipe Giaffone
2 – Roberval Andrade
3 – Wellington Cirino

Categoria Rali
1 – Rafael Tulio/Gilvan Jablonski
2 – Ulysses Bertholdo/Sidney Broering
3 – Fabio Dall’Agnol/Marcelo Dalmut

Categoria Off-Road
1 – Maurício Neves/Clácio Maestreli
2 – Paulo Nobre/Felipe Palmeiro
3 – Felipe Bibas/Emerson Cavassin

Categoria Kart
1 – Dennis Dirani
2 – André Nicastro
3 – Felipe Fraga

Categoria Revelação
1 – Érik Gasparini
2 – Guilherme Silva
3 – Jonathan Louis

3 comentários:

Ron Groo disse...

Putz... Ó eu nem sabia deste prêmio... Mas os indicados tão de bom tamanho... Valeu Carlos!

Rodrigo disse...

Bela festa, bela festa..

Só faltou mesmo uma homenagem mais forte à família Fittipaldi, e darem o Capacete de Ouro da categoria F1 pro Gasparzinho!

Assim, deixariam o de prata pro Massa e o de bronze pro Nelsinho (ele fez tantos pontos quanto o Barrichello e nem precisou correr! Genial!)

Blog F1 Grand Prix disse...

Coitado do Rubinho! É desse tipo de coisa que os seus detratores gostam. Vice numa competição de dois...

Ótima a cobertura da festa. Pelo visto, a premiação foi bem bacana mesmo. A lamentar, apenas, os atrasos e as ausências de sempre...

Grande abraço!

Gustavo Coelho